terça-feira, 16 de março de 2010

Conhecimento X Inteligência X Sabedoria.

   Entre todos esse assuntos há sempre uma confusão. Primeiramente, tudo o que vou dizer  não é fruto de nenhum estudo científico (jà me reclamaram antes sobre isso), nem li nenhum filósofo, ou coisa parecida, que venha a falar sobre isso nessa visão.

   Todos (Ou a maioria) tem conceitos similares em relação aos três elementos citados no título, como se todos fossem sinônimos, coisa que não é verdade. Primeiro vejamos o que é conhecimento; numa visão mais simplista, Conhecimento é tudo aquilo que algum indivíduo absorveu durante um tempo, podendo ser empírico ou instintivo.
   Conhecimento é a fonte mais poderosa de poder de todos os tempos e vai continuar sendo enquanto a humanidade existir. Digo poder como forma de dominação, como exemplo disso temos a dominação cultural de uma nação por outra, que é mais devastador do que uma guerra de fogo contra fogo. Alguns filósofos (cujos nomes esqueci por serem feios e impronunciáveis) mostram o Conhecimento como parte do homem desde seu nascimento, ficando adormecido ao entrar no convívio social, o qual aliena e faz com que o indivíduo "esqueça" de tudo e tenha que aprender novamente com novos moldes.
   De acordo com outros como o Dalai Lama, conhecimento sem utilidade não é virtude. Isolando-o com seu uso totalmente científico isso não passaria de meras informações de certo modo aleatórias.

  Ao falar de inteligência rapidamente ligamos seu conceito ao de conhecimento como o de quantidade de informação que o sujeito possui. Canso de ver pessoas dizerem que "Veloso é muito inteligente, sabe de tudo!" (Veloso será o mais novo mascote do blog). Inteligência, olhando profundamente pra ela, nada mais é que o uso, a aplicação do conhecimento, ou seja, por maior que seja seu conhecimento sendo ele sem aplicação por você mesmo, pode-se considerá-lo como "burro" a grosso modo. Filosoficamente falando (com mais autores de nomes assustadoramente impronunciáveis) pode-se considerar a Inteligência, de modo geral, como astúcia, de forma boa ou ruim. Como exemplo clássico disso (Abstraiam toda a questão relativizante do exemplo e se foquem no extremamente estrural dele) ; quem fez todo o projeto da bomba atômica tinha o Conhecimento mas não a Inteligência (que nesse caso foi usada para fins odiosos) do uso da bomba.
  Ao contrário do que se pensa, Inteligência não se mede como se faz com o Conhecimento.

  Em relação á Sabedoria tudo complica um pouco mais. Sabedoria é o uso da Inteligência. Não é tão simples como seu "conceito" explana, Sabedoria exige muito mais de Espírito do que qualquer outra virtude do raciocínio ou da mente abragentemente falando. Ser sábio não é simplesmente falar em enigmas (como o mestre dos magos faz) nem viver numa caverna, cabeludo, comendo minhocas e dormindo com a cabeça em cima de um pedra (como es sábios de filmes medievais). Sabedoria é o uso da Inteligência visando o crescimento espiritual seu e de seu interlocutor. Platão e Sócrates concordam que Sabedoria apenas os deuses possuem e que aos Homens cabe apenas serem amigos do saber (Philo Sophia).
  Obeserve que; Saber é diferente de Conhecer. Quem conhece muito tem muito Conhecimento, que sabe de muitas coisas tem muita Sabedoria . Conhecimento pode ser usado para o mal, Sabedoria nunca pode ter esse fim, pois perde a essência de espírito elevado tornando-a apenas conhecimento qualquer.


   Enfim, essas são as diferenças entre esses assuntos tão distintos porém fortemente interligados, quem entendeu ótimo, és um sábio conhecedor e quem não entendeu vai morrer na ignorância absurda! (brincadeira! não teve graça ¬¬)

3 comentários:

  1. Meu caro!
    Com o devido respeito as suas concepções entendo de maneira um tanto diferenciada o significado destes três substantivos.
    Conhecimento é algo inerente ao homem, que está no espaço, e que sua captação por cada um de nós está condicionada a nossa inteligência e interesse, por isso dizemos que um conhece mais do que o outro, mesmo vivendo no mesmo contexto,porque é detentor de uma inteligência maior, inteligncia está diretamente ligada a capacidade de conhecer,já a sabedoria é ligada à aplicabilidade que conseguimos dar ao conhecimento em nosso cotidiano, tornando a vida mais simples, feliz e agradável coletiva e indidualmente!

    atenciosamente ivan sandri (ivansandri89@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  2. O simples fato de absorver o conhecimento dos descendentes não dará a todos inteligência para criar um novo conhecimento.
    Inteligência esta ligada diretamente a capacidade de criar um novo conhecimento fundamental para continuação existencial de qualquer ser a nível universal.
    Tal reação em cadeia gera o ciclo infinito onde conhecimento e inteligência adquirem proporções exponenciais .
    Individualmente nenhum ser humano até o momento, tem tempo de vida suficiente para adquirir todo conhecimento disponível atualmente em seu planeta.
    Aquele que apenas absorve o conhecimento pode ser comprado a mais singular espécie adaptada que habita o seu planeta, pensando em sua própria sobrevivência.
    OS dignos da palavra inteligência foram e serão aqueles que tiveram a sabedoria para criar um novo conhecimento hereditário para sua espécie.
    Se não evoluírem a tempo todos serão extintos.
    SPS

    ResponderExcluir
  3. É, de certa forma concordo com os dois. Quanto á questão do conhecimento exponencial, já diria Schopenhauer em outras palavras, que o homem não estuda o conhecimento passado, apenas procura o novo. Mesmo que assim o fizesse, não conseguiria viver são.

    ResponderExcluir